account_circle
Registrar
menu
person
Premium Avatar
Logar
Registrar
Alcaraz considera que o seu triunfo no Open de França é um ponto alto:

Alcaraz considera que o seu triunfo no Open de França é um ponto alto: "Queria ganhá-lo desde os meus 6 anos de idade".

Carlos Alcaraz venceu o Open de França. Aos 21 anos, torna-se o sétimo espanhol a sagrar-se campeão em Paris e parece estar prestes a tomar o lugar de Rafael Nadal (14 títulos). Apesar de nem sempre ter jogado o seu melhor ténis e de, por vezes, ter sido amplamente dominado, foi após um jogo muito físico que levou a melhor sobre um Zverev intermitente (6-3, 2-6, 5-7, 6-1, 6-2).

Entrevistado na conferência de imprensa, o espanhol não escondeu a sua imensa felicidade por ter realizado o seu sonho no domingo: "Ganhar o Open dos Estados Unidos e tornar-se o número 1 foi muito especial. Foi um sonho tornado realidade. Mas vencer o Novak Djokovic em cinco sets em Wimbledon também foi outra coisa. Mas continuo a dizer que Roland Garros é um pouco melhor. Porque trabalhei muito para estar pronto a tempo e em condições difíceis. Sim, eu diria que Roland-Garros. Acima de tudo, juntar o meu nome à lista de todos os jogadores espanhóis que ganharam aqui é uma honra. Quero ganhar o Open de França desde os meus seis anos de idade. (comentários transmitidos pelo L'Equipe).

Atualmente campeão do Grand Slam em três superfícies diferentes (terra batida, relva e barro), o espanhol falou da sua espantosa capacidade de jogar bem em todo o lado com apenas 21 anos: "Cresci no barro, por isso jogar nele é natural para mim. Mas a maior parte dos torneios são disputados em court duro, por isso treinei muito aí e desenvolvi um jogo agressivo. Em todo o caso, é esse o meu objetivo, ser o mais agressivo possível.

O meu jogo consiste em bater com força, ir à rede e bater os drop shots. Quando consigo fazer isso, sinto-me bem. É isso que eu quero e a minha equipa incentiva-me nesse sentido.

Todo sorridente, Alcaraz também voltou à sua pequena tradição de fazer uma tatuagem em homenagem aos seus triunfos no Grand Slam. Sim, vou continuar (depois da tatuagem no tornozelo direito para Wimbledon e da tatuagem atrás do cotovelo para o US Open). Ainda não sei quando, mas será no tornozelo esquerdo. Algo com a Torre Eiffel (risos)".

GER Zverev, Alexander [4]
2
1
7
6
3
ESP Alcaraz, Carlos [3]
6
6
5
2
6
tick
121 missing translations
Please help us to translate TennisTemple